Domingo
26 de Maio de 2019 - 

Primeira advogada a presidir a Subseção de Bauru ratifica a força da mulher como dirigente de Ordem

No Dia Internacional da Mulher (08/03), a cerimônia de posse da Subseção de Bauru foi tomada pelo sentimento de valorização feminina. Igualdade de direitos, entre outros temas, permearam os discursos durante a condução da diretoria eleita para o triênio 2019/2021, liderada por Márcia Regina Negrisoli Fernandez Polettini, a primeira mulher a comandar a OAB local, nos mais de 85 anos de sua criação. Como forma de celebrar o empoderamento da mulheres na Secional da Ordem, a mesa diretora foi composta por advogadas, dirigentes e representantes do Judiciário, cabendo à secretária-adjunta da OAB SP, Margarete de Cássia Lopes, presidir os trabalhos. “É com grande honra que hoje, nesta data especial de 8 de março, compartilho uma mesa verdadeiramente feminina. Um marco na história de nossa OAB”, comemorou. O presidente da Secional paulista da Ordem, Caio Augusto Silva dos Santos, e os demais homens formaram a extensão da mesa em homenagem às advogadas. Para um auditório lotado, Márcia Regina compartilhou sentimentos de alegria e de responsabilidade pelos votos nela depositados. Avaliou que sua conquista foi possível graças à demonstração de força da advocacia, todos cientes de que, somente trabalhando em conjunto, conseguirão formar uma classe valorosa. “Temos, à frente, os desafios de avançar na luta por uma sociedade mais justa. É nossa obrigação dar voz ao cidadão”, disse, dirigindo-se à diretoria, que é completada por Adilson Elias de Oliveira Sartorello (vice-presidente), Ednise de Carvalho Rodrigues (secretária-geral), Bruno Prado Guedes de Azevedo (secretário-geral adjunto) e Alisson Caridi (diretor-tesoureiro). Em sua terra natal, onde regeu a advocacia bauruense por duas gestões (2007/2009 e 2010/2012), Caio Augusto Silva dos Santos reverenciou as conquistas obtidas pelo grupo empossado e apontou para o sentido de igualdade da gestão: “Observo que até a distribuição de encargos para o comando das 84 Comissões, hoje empossadas, foi pensada no sentido de paridade, com 42 mulheres e 42 homens presidentes”. Para além dos desígnios das funções atribuídas aos diretores, o dirigente lembrou que o cidadão é a razão de ser de todas as autoridades, dos poderes constituídos e da advocacia. “A autoridade está para servir ao cidadão. E nós, advogados – um exército de 1,2 milhão no país, sendo 400 mil somente em São Paulo –, somos mensageiros dos direitos de cidadania, designados representantes da sociedade pelo artigo 133 da Constituição Federal”, pontuou. Ovacionado pelos presentes, o presidente da Ordem estadual foi também homenageado, juntamente com Márcia Regina, com uma Moção de Aplausos, concedida pelo Legislativo municipal. PresençasAlém dos já citados, a OAB São Paulo foi representada por Ricardo Luiz de Toledo Santos Filho (vice-presidente) e Aislan de Queiroga Trigo (secretário-geral), bem como pelo conselheiro federal e presidente nacional da Comissão de Direitos e Prerrogativas, Alexandre Ogusuku. Entre os conselheiros compareceram Alessandro Biem Cunha Carvalho, presidente cessante da OAB de Bauru; Aílton José Gimenez, Ana Paula Mascaro José Izzi, César Piagentini Cruz, Edson Roberto Reis, Júlio César Fiorino Vicente, Keilla Dias Takahashi Vieira, Luiz Eugênio Marques de Souza, Marco César Gussoni e Wagner Fuin. A CAASP foi representada por Luís Ricardo Vasques Davanzo (presidente), Aline Silva Fávero (vice-presidente), Paula Cristina Fernandes (secretária-geral adjunta) e os diretores Thais Helena Cabral Kourrouski e Leandro Caldeira Nava. Também estiveram na Casa da Advocacia representantes do Judiciário, do Executivo e do Legislativo, além de presidente de persas Subseções e de dirigentes de outras entidades e associações.
13/03/2019 (00:00)
Visitas:  1833105
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.